Dicas de pontuação para concursos: Saiba o que as bancas cobram!

Tempo de leitura: 4 minutos

AFRFB

Estudar pontuação para concursos não é fácil, pois trata-se de um tema com muitas regras. Por isso, nossa dica para você é que estude por meio de provas da banca que possivelmente organizará o seu concurso. Assim você poderá verificar quais temas mais são cobrados por ela.

dicas pontuação para concursos

            Observe uma questão de prova do TCE-PA aplicada pelo CESPE em 2016:

Com relação a aspectos linguísticos do texto, julgue o item subsequente.

Seriam mantidas a correção gramatical e as informações veiculadas no texto caso o ponto final empregado logo após “tempo” (l. 7) fosse substituído por dois-pontos, da seguinte forma: D. João não perdeu tempo: no dia 10 de março (…).

Essa banca costuma utilizar o modelo certo e errado. Isso significa que você precisa julgar a correção de uma afirmativa por eles fornecida, tendo apenas duas opções de resposta: correta ou incorreta. No caso desta questão específica, a fim de oferecer um contexto para as frases retiradas, veja o parágrafo inteiro:

 

“Passados os atropelos da chegada de D. João ao Brasil, era hora de colocar mãos à obra. Os planos eram grandiosos e havia tudo por fazer. A colônia precisava de estradas, escolas, tribunais, fábricas, bancos, moeda, comércio, imprensa, biblioteca, hospitais, comunicações eficientes. Em especial, necessitava de um governo que se responsabilizasse por tudo isso. D. João não perdeu tempo. No dia 10 de março de 1808, quarenta e oito horas depois de desembarcar no Rio de Janeiro, organizou seu novo gabinete.”

 

Conhecendo o fragmento de texto e a pergunta feita, o que você responderia? O gabarito mostra que a afirmação está certa. Se ficou em dúvida, considere primeiramente qual é a função dos dois pontos. Uma delas é anunciar, explicar ou expandir ideias que já tinham sido citadas. É exatamente isso o que ocorre no trecho em questão. Primeiramente o texto informa que Dom João não perdeu tempo. Se adicionarmos os dois pontos, a frase em seguida servirá para explicitar isso, informando que 48 horas após chegar ao Rio de Janeiro seu Gabinete já estava montado.

Talvez você esteja se perguntando por onde começar a estudar, já que o conteúdo de pontuação para concursos é bastante extenso. Então nós reiteramos a dica que já lhe demos: estude pelas provas anteriores. Assim, ainda que mudem os textos, você conseguirá perceber quais são os aspectos que a banca prefere explorar dentro do mesmo assunto.

Caso você tenha dificuldades em interpretação de textos, recomendamos ler este artigo com algumas dicas.

Pontuação para Concursos: Veja como estudar

Como o CESPE e a FCC são as bancas mais conhecidas, daremos a você mais dicas sobre o que essas organizadoras preferem cobrar em suas provas.

Começaremos com o CESPE. Como você viu na questão explorada acima, o CESPE frequentemente extrai uma ou duas frases do texto e insere uma afirmação que deve ser julgada por você. Quanto à pontuação, a banca afirma que a retirada de uma vírgula não alterará o sentido do texto ou que a substituição de um ponto e vírgula por dois pontos não altera a correção da frase. Questões como essas podem encontradas, por exemplo, na prova do TCE-PE realizada este ano. Os tópicos mais cobrados são o emprego do ponto final, da vírgula, do ponto e vírgula e do travessão.

Preste atenção ao fato de que uma coisa é a alteração do sentido e outra, a correção da frase. Muitas vezes a colocação ou a retirada da pontuação pode não ocasionar um erro gramatical, mas sim uma alteração do sentido original. Por isso é importante estar atento ao enunciado a fim de não cometer erros.

Com relação à FCC, seu modelo de prova difere do do CESPE: são cinco alternativas, das quais apenas uma está correta. Essa banca costuma cobrar a pontuação em conjunto com outros conhecimentos, como ortografia por exemplo. Geralmente a questão atende a comandos como “a frase escrita com correção e clareza é:” e assim insere outros tópicos da língua que poderiam prejudicar a correção e a clareza da frase. Porém, em questões nas quais enfoca a pontuação diretamente, é bastante comum que ela explore a vírgula e os dois pontos.

Agora que você já sabe um pouco sobre dicas de pontuação para concursos, não deixe de ler também o nosso artigo com dicas sobre o uso da Crase em Concursos Públicos!

Quer mais dicas? Siga lendo nossos posts!

Dicas de pontuação para concursos: Saiba o que as bancas cobram!
5 (100%) 2 votes

Recomendados Para Você:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *