Como Fazer uma Redação Dissertativa

Tempo de leitura: 6 minutos

 

Uma das etapas mais importantes de uma prova de concurso público é a realização de uma excelente redação e tradicionalmente a dissertativa é a mais cobrada quando o assunto são provas de concurso.

Aqui lhe daremos dicas de como criar uma excelente redação dissertativa e uma breve descrição de métodos de elaboração e sobre outros tipos de redação. Já falamos sobre esse tema no artigo: Como fazer uma redação para o Banco do Brasil.
Pode parecer óbvio a afirmação a seguir, mas nem todos a levam em consideração, para fazer uma excelente redação dissertativa a premissa inicial deve ser: “pensar antes de começar a escrever para formalizar e sequenciar a ideia que se deseja passar”. Em suma: é necessário que o candidato não simplesmente saia escrevendo diversas coisas aleatoriamente .
É importante se tenha alguns cuidados sobre o que será  escrito, pois ao final fará toda a diferença. Existem algumas técnicas para que sua redação fique boa e irretocável, mas infelizmente mesmo seguindo estes passos muitas vezes o redator não consegue passar a ideia final da proposta através do texto redigido. Vamos descobrir agora como fazer uma redação dissertativa!

Links Úteis:

Algumas importantes considerações de como fazer uma redação dissertiva:

  • Saiba sobre o tema: É evidente que o redator deva saber sobre o que estará escrevendo, mas calma! Não é esperado que você saiba sobre o tema antecipadamente, afinal nenhum concurso funciona dessa maneira por isso é necessário que o candidato sempre leia bastante e com frequência jornais, revistas, entre outros meios de comunicação, objetive sempre estar atualizado nas informações para saber o que irá falar, isso é muito importante.

 

  • Caso o tema proposto seja muito objetivo, apresente uma ideia antes de iniciar sua redação, entretanto,  se for um tema subjetivo, divida as informações relevantes passadas através do enunciado e não tenha dúvidas que estará desenvolvendo um rascunho do texto que posteriormente deverá ser melhorado ao final da consolidação das ideias.

 

  • Outro fator importante sobre como fazer uma redação dissertativa é estar preocupado em ser objetivo, de nada adianta escrever apenas para preencher as linhas sem passar claramente a ideia central. Sua redação deverá ser enxuta tendo ao final entre 25 e 30 linhas, pois ao extrapolar isso a leitura se tornará cansativa e por muitas vezes ocorrem excesso de informações que não são relembradas no texto, o famoso “se perder” nas ideias.

 

  • Trabalhe a estruturação de sua redação por parágrafos, sempre atentando pela coesão entre as informações transmitidas e a coerência entre os mesmos com a finalidade de que o texto seja perfeitamente compreendido pelo leitor.

 

  • Para ser coerente é suficiente não se afastar do ponto de vista no decorrer da elaboração do seu texto, não se contradiga ou defenda ideias que sejam opostas.

 

  • É bom que o redator faça uso de metáforas para abordar os assuntos, além de, utilizar proposições que sejam capazes de prender a atenção do leitor.

 

É de extrema importância a revisão do que foi escrito ao término da redação no mínimo duas vezes! Na maioria dos casos, os possíveis erros gramaticais e de concordância são observados no momento em que o trabalho está sendo revisto.

Como fazer uma redação dissertativa? As ideias e estratégias apresentadas anteriormente são consolidadas e servem a tempo de base para orientar sobre o processo de elaboração e conselhos úteis.

Agora vamos lhe apresentar as regras de estruturação de como fazer uma redação dissertativa!

Partes da Redação Dissertativa

  • Dissertação: Aqui a característica principal é a defesa de uma ideia, de um ponto de vista ou ainda um questionamento a fim de abordar um assunto definido. Geralmente, este tipo de redação costuma ter seu conteúdo dividido da seguinte forma:
  • Introdução: momento em que se apresentam as ideias que serão trabalhadas e defendidas no decorrer da redação.
  • Desenvolvimento: parte da redação na qual são desenvolvidas as ideias anteriormente apresentadas, de maneira convincente e concisa para defender frente ao leitor por intermédio de argumentos sólidos e dados concretos o seu ponto de vista.
  • Conclusão: é o encerramento propriamente dito de sua redação. Aqui é   onde se cria o desfecho coerente do que foi desenvolvido baseado nos argumentos que foram apresentados.

 

Na dissertação, é permitido ao concurseiro realizar julgamentos ou emitir opiniões para defender seu ponto de vista, desde que sejam críveis e apresentem consistência, sem em hipótese alguma abandonar o formato de discurso persuasivo.
Um subtipo da dissertação é o modelo dissertativo-argumentativo, o tipo de redação solicitado no Exame Nacional do Ensino Médio, o Enem, a ideia é a mesma, porém o redator deverá apresentar uma solução social para o tema proposto.

Narração

É caracterizado pela representação de fatos reais ou não, envolvendo personagens e histórias que aconteceram em um determinado tempo e espaço.
A narração de fatos, ou seja, de algo verídico é bastante comum em jornais, livros, revistas, entre outros.
Já a narração da ficção se caracteriza por não haver comprometimento do que é descrito com a realidade, dando liberdade ao concurseiro de inventar e criar segundo sua imaginação.
Quem narra a história, não necessariamente está nela. Deve-se apenas atentar que quando o redator está ausente a história é contada em terceira pessoa, enquanto que para participar da mesma os verbos deverão apresentar-se em primeira pessoa.
  • Curso Estudo e Memorização para Concursos

Descrição

Pela própria definição descrever significa representar, através das palavras as características de alguma coisa, ideia ou sentimento. Dessa forma uma redação descritiva deve objetivar transmitir as principais informações de forma que o leitor possa mentalmente criar a imagem do que está sendo descrito, seja ela uma pessoa, um objeto, etc.
As formas de descrever as podem ser duas: objetiva ou subjetiva.
A objetiva é aquela que pretende que o leitor identifique claramente o que o redator está se referindo, cuidando para que não dê margem a mais de uma interpretação. Na subjetiva são escolhidas palavras ricas de sentidos variados, a fim de oferecer liberdade ao leitor de criar sua interpretação livremente.
Por fim, gostaria de recomendar a você o Guia para Passar em Concursos em até 1 ano, do meu amigo Kalebe. Ele foi aprovado em 8 concursos FEDERAIS com somente 22 anos de idade e fez um curso com todos os métodos que usou, clique abaixo para se inscrever.

Quero Me Inscrever no Guia para Passar

 

 

Como Fazer uma Redação Dissertativa
Avalie esse artigo!

Recomendados Para Você: